Portugal regista esta quarta-feira 7.497 novos casos de covid-19 e  59 óbitos, segundo o relatório de situação divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

A DGS ressalva no boletim que, dos novos 7.497 casos, 3.570 são "decorrentes do atraso no reporte laboratorial, principalmente de um laboratório na região Norte, desde o dia 30-10.2020". Ou seja, contabilizando apenas os casos reportados até à meia-noite de terça-feira, sem aqueles que estavam em atraso, o país regista mais 3.927 casos.

Portugal regista assim um total de 65.300 casos de covid-19, mais 5.081 ativos. Quando ao número de doentes recuperados, chega agora aos 88.946, mais 2.357 do que no dia anterior. 

Em vigilância estão um total de 65.566 contactos, menos 81 do que ontem. 

Quando ao número de doentes internados, são agora 2.337, menos 12 do que ontem, e 325 em cuidados intensivos, mais cinco do que no dia anterior. 

Dos novos casos, 69% são na região Norte, que regista no relatório desta quarta-feira mais 5.183 positivos, num total de 72.875 casos. No Norte contam-se ainda mais 34 óbitos, 1.206 no total.

Já se encontra disponível o relatório de situação de hoje, 4 de novembro, que pode ser consultado integralmente em...

Publicado por Direção-Geral da Saúde em  Quarta-feira, 4 de novembro de 2020

A região Centro regista agora um total de 13.860 casos, mais 518 do que no dia anterior, e mais cinco mortes, 333 ao todo.

A região de Lisboa e Vale do Tejo conta mais 1.560 casos, 63.250 no total, e mais 18 vítimas mortais, ao todo 1.057.
 

Já no Alentejo, há 120 novos casos, 3.031 no total, e mais duas mortes, 53 ao todo. 

No Algarve registam-se 3.032 casos, mais 81 do que no dia anterior, e o número de mortes mantém-se nas 29.

Os Açores registam mais nove casos, num total de 388, e mantém-se nas 15 o número de vítimas mortais. A Madeira conta mais 26 casos, 504 no total, e mantém apenas uma vítima mortal. 

Já no que diz respeito à caracterização demográfica dos casos confirmados, 71.233 infetados são homens e 85.707 são mulheres. Quanto aos óbitos, ocorrem sobretudo nas faixas etárias acima dos 70 anos e, até à data de hoje, já morreram 1.376 homens e 1.318 mulheres em Portugal.

Bárbara Cruz