A Polícia Judiciária deteve, na quinta-feira, uma mulher, de 48 anos, suspeita de ter asfixiado a mãe até à morte.

O crime de homicídio qualificado ocorreu no passado dia 14, em Vila Nova de Gaia, na casa da vítima, "na sequência de mais uma discussão entre a arguida e a sua mãe", que viviam juntas desde março.

O relacionamento entre mãe e filha sempre foi marcado por conflitos, sendo que em data prévia ao homicídio a arguida terá causado a queda daquela, cuja locomoção ficou limitada desde então. Naquela tarde, após nova discussão, terá acabado por asfixiar a progenitora", recorda a PJ em comunicado.

A suspeita, que se encontrava em parte incerta desde então, apresentou-se ontem às autoridades.

Pernoitou em vários hotéis e pensões, efetuando levantamentos e pagamentos com os cartões bancários da sua mãe, até que no dia de ontem se apresentou às autoridades", informa, ainda, a Polícia Judiciária.

A detida, desempregada e com antecedentes criminais por ofensas à integridade física e peculato, vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação.

Catarina Machado