Portugal regista, nesta quarta-feira, mais 13 mortos e 4.376 casos de covid-19, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Os óbitos foram registados nas regiões de Lisboa (10), Alentejo, Algarve e Açores.

É o número mais elevado de mortes desde 22 de março.

Lisboa é a região mais afetada também no número de novos casos, com 39,8% do total diário (1.744), à frente da região Norte, com 36,3% (1.592).

Também os internamentos subiram, com mais 13 doentes hospitalizados, para um total de 867. No entanto, há menos seis doentes em cuidados intensivos, sendo agora 171.

O país tem, neste momento, mais de 52.000 casos ativos, 1.660 dos quais nas últimas 24 horas. Em contactos de vigilância com as autoridades de saúde há 79.542 pessoas, menos 1.398 que na véspera.

Há, ainda, mais 2.703 doentes recuperados, elevando o total para 870.243.

Desde o início da pandemia já morreram 17.232 doentes dos 939.622 infetados.

Boletim da DGS - 21 de julho by TVI24

No boletim epidemiológico conjunto da Direção-Geral da Saúde e do Instituto Nacional da Saúde Doutor Ricardo Jorge, assinala-se que a taxa de incidência nacional no continente subiu hoje dos 391 em que estava na segunda-feira para 409.

No continente, este indicador atingiu hoje 421,3, aumentando em relação aos 403 verificados na segunda-feira.

Quanto ao Rt - que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de uma pessoa com o vírus - quer no continente quer a nível nacional desceu de 1,10 na segunda-feira para 1,09 hoje, mantendo a tendência descendente.

Catarina Machado