Portugal registou, nesta quinta-feira, mais 2.101 infetados e 11 mortos por covid-19, de acordo com o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Trata-se de um novo recorde no número de novos casos desde o início da pandemia, o que acontece pelo segundo dia consecutivo.

O número de doentes hospitalizados subiu para 993 (mais 36), havendo, ainda, mais quatro internados nos cuidados intensivos (139 no total).

A região Norte continua a contabilizar o maior número de casos diários, com 54,5% (1.146) do total (e dois óbitos), seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo com 34,9% dos novos casos (e sete mortes) e o Centro com 7,8% (mais dois mortos).

Os concelhos de Lisboa, Sintra, Loures, Amadora e Vila Nova de Gaia são os que registam mais casos positivos.

Recorde-se que a ministra da Saúde, Marta Temido, revelou, quarta-feira, que Portugal deverá superar a barreira dos 3.000 casos diários "dentro de alguns dias", razão pela qual o Governo elevou o estado de alerta para Situação de Calamidade.

Há, neste momento, mais de 36.000 doentes ativos, uma subida de 1.502 relativamente ao dia anterior. E mais de 51.000 pessoas estão em contactos de vigilância com as autoridades de saúde.

Desde o início da pandemia já morreram 2.128 doentes dos 93.294 infetados. Já os doentes recuperados subiram para 55.081, mais 588 que no boletim anterior.

As faixas etárias entre os 20 e os 49 anos são as que somam mais casos positivos, enquanto a mortalidade é superior acima dos 80 anos.

Boletim da DGS - 15 de outubro by TVI24

Catarina Machado