Portugal regista esta sexta-feira mais 4.656 casos e 40 óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas, indica o relatório de situação divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Em dia de recordes de novos casos, óbitos e internados nos cuidados intensivos, a DGS contabiliza um total de 137.272 casos confirmados de infeção e 2.468 óbitos desde o início da pandemia.

As autoridades de saúde têm 65.305 pessoas em vigilância, mais 879 do que na quinta-feira.

Relativamente aos internamentos hospitalares, o boletim revela que nas últimas 24 horas há mais 93 pessoas internadas, totalizando 1.927. Nos cuidados intensivos estão 275, mais seis em relação a quinta-feira e um novo recorde.

Segundo o boletim epidemiológico, das 40 mortes registadas, 19 ocorreram na região Norte, 13 em Lisboa e Vale do Tejo, três no Alentejo e no Centro e dois no Sul.

Relatório da Situação pandémica em Portugal - 30/10 by TVI24 on Scribd

Até hoje o dia 3 de abril com o registo de 37 vítimas mortais tinha sido o momento com maior número diário de óbitos desde o início da pandemia.

Relativamente às novas infeções o valor de hoje é também o mais elevado de sempre, tendo o número de infeções diárias registado um crescimento exponencial nas últimas semanas.

A 8 de outubro o país ultrapassou a barreira das 1.000 infeções diárias, atingindo 1.278 casos, um valor apenas registado a 10 de abril quando foram notificados 1.516 novos casos.

Desde 8 de outubro os números foram sempre em crescendo, ultrapassando pela primeira vez as duas mil infeções a 14 de outubro com o registo de 2.072 casos.

A barreira dos três mil casos diários foi ultrapassada a 22 de outubro com a notificação de 3.270 novas infeções.

No que respeita aos internamentos, no início da pandemia Portugal registou um máximo em abril com 1.302 pessoas internadas, valor superado em 22 de outubro, com a existência de 1.365 casos de internamento tendo hoje chegado aos 1.927.

No que respeita aos cuidados intensivos o boletim de hoje revela que 275 pessoas estão nestas unidades ultrapassando o valor máximo de internamentos em Unidades de Cuidados Intensivos registado em 07 de abril, dia em que 271 pessoas estavam nestas unidades com covid-19.

A DGS revela ainda que estão ativos 57.355 casos, mais 2.869.

Nas últimas 24 horas foram dados como recuperados 1.747 casos, totalizando 77.449.

A região Norte continua a registar o maior número de novas infeções diárias, hoje com mais 2.831 casos, totalizando 61.427, e 1.088 mortos, dos quais 19 nas últimas 24 horas, desde o início da pandemia em março.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 1.357 novos casos de infeção, contabilizando a região 57.937 casos e 980 mortes, das quais 13 nas últimas 24 horas.

Na região Centro registaram-se 334 novos casos, contabilizando 11.735 e 312 mortos.

No Alentejo foram registados 65 novos casos de infeção, totalizando 2.673 com um total de 46 mortos desde o início da pandemia.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 57 casos de infeção, somando 2.699 casos e 27 mortos.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados mais oito casos nas últimas 24 horas, somando 366 infeções detetadas e 15 mortos desde o início da pandemia.

A Madeira registou quatro novos casos nas últimas 24 horas, contabilizando 435 infeções, sem registo de óbitos por covid-19 até hoje.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

No total, o novo coronavírus já afetou em Portugal pelo menos 62.338 homens e 74.934 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 1.264 eram homens e 1.204 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.