A Diocese de Bragança-Miranda está a investigar uma suspeita de abuso de um menor por parte de um membro do clero local, informa a agência Ecclesia.

Após receção da queixa, a diocese procedeu à recolha das informações junto da alegada vítima. Todas as informações foram enviadas para a Congregação da Fé, no Vaticano.

A eventual vítima foi ouvida, recolheram-se as informações pertinentes e tudo foi enviado para a Congregação para a Doutrina da Fé, em Roma. A Diocese está em contacto com a eventual vítima e mantém um acompanhamento próximo neste momento tão difícil”, assinala um comunicado enviado à Agência Ecclesia pelo Secretariado Diocesano das Comunicações Sociais.

Na mesma nota refere-se que não há conhecimento de nenhuma queixa apresentada junto das autoridades policiais. A queixa à diocese foi feita por escrito. Porque a eventual vítima manifestou o desejo de não ser identificada, e porque ainda não estão apuradas responsabilidades, não nos é possível neste momento entrar em maior detalhe", informa a mesma nota. 

É com preocupação que damos esta informação, e a simples possibilidade de poder ter ocorrido um abuso deixa-nos apreensivos, por serem tão devastadores os seus efeitos, e por ser uma conduta tão contrária ao serviço do Evangelho. Temos o propósito firme de estar ao lado do Papa Francisco na luta decidida para afastar este mal”, comunicou a diocese.

A Diocese de Bragança-Miranda pede que quaisquer informações sobre situações semelhantes sejam comunicadas ao Padre José Manuel Bento Soares, presidente da Comissão Diocesana para a Proteção de Menores e de Pessoas Vulneráveis, que foi instituída esta semana, depois de exigência do Papa Francisco.