Um homem de 24 anos ficou em prisão preventiva depois de ter sido detido por suspeita de abuso sexual de uma criança de 10 anos em Coimbra, anunciou esta sexta-feira a Polícia Judiciária (PJ).

Fonte da Diretoria do Centro, que procedeu à detenção, disse à agência Lusa que os abusos decorreram num quadro de grande confiança e bom relacionamento com a família, numa localidade encostada à cidade de Coimbra.

Os primeiros abusos começaram quando a criança tinha sete anos e foram evoluindo, sempre num contexto de brincadeira e de grande confiança, mas a menina vai reagindo de forma diferente à medida que cresce e contou à mãe”, explicou a mesma fonte.

Os abusos, acrescentou, ocorreram durante cerca de três anos na casa da vítima, no seu quarto, no seguimento de “um excelente relacionamento do detido com a família”.

O suspeito, solteiro e trabalhador no setor da hotelaria, foi detido no dia 27 de setembro e presente a tribunal no dia seguinte, que lhe decretou como medida de coação a prisão preventiva.

Segundo a Diretoria do Centro, “foi um caso tratado muito rápido, em menos de uma semana”.

O detido, que residia próximo da casa da vítima, não tinha antecedentes criminais.

Agência Lusa / AG