O Tribunal de Benavente condenou hoje a uma pena única de prisão de 10 anos e três meses o homem de 50 anos acusado de nove crimes de abuso sexual de três menores, praticados entre 2005 e 2008.



As crianças, três primas, tinham à data dos factos nove, 11 e 12 anos.



O coletivo de juízes deu como provada toda a acusação do Ministério Público (MP), em que o arguido era acusado de cinco crimes de abuso sexual de crianças, de um crime de abuso sexual de crianças na forma tentada, de dois crimes de abuso sexual de crianças agravado e de um crime de abuso sexual de crianças agravado na forma tentada.



Pelos nove crimes, o homem foi condenado a 22 anos e nove meses de prisão, tendo o tribunal aplicado, em cúmulo jurídico, a pena única de 10 anos e três meses de prisão.
Redação / CLC