Um homem foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) de Faro e ficou em prisão preventiva por suspeitas de abuso sexual de crianças, ao regressar a Portugal, de onde se tinha ausentado após os crimes serem denunciados, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a PJ indicou que o homem, de 36 anos, “foi localizado no dia 27 de maio aquando da entrada em território nacional” e, posteriormente, detido, existindo sobre si “fortes indícios da prática de vários crimes de abuso sexual de crianças agravado”.

Segundo a polícia, as alegadas agressões sexuais “sucederam-se em períodos distintos, iniciando-se as primeiras no ano de 2019, ocasião em que a criança possuía apenas 11 anos de idade”.

Os eventuais crimes verificavam-se “sempre em ambiente totalmente controlado pelo detido, normalmente no interior da residência de família e sempre em ocasiões em que se encontravam sozinhos”.

A PJ adianta que as diligências realizadas permitiram recolher “relevantes elementos probatórios, tendo culminado na detenção do suspeito, que foi ouvido em tribunal e aguarda agora em prisão preventiva os ulteriores termos do processo”.

O inquérito é dirigido pela secção de Loulé do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro.

. / RL