O trabalhador que ficou esta segunda-feira soterrado em obras numa vala, em Coimbra, sofreu vários ferimentos graves, mas «não corre perigo de vida», disse à Lusa uma fonte da PSP.

Trabalhador soterrado em obras numa rua de Coimbra

Com 57 anos, a vítima «estava dentro de uma vala, a alinhar manilhas», junto ao Instituto Pedro Nunes (IPN), quando «um camião carregado com pó de pedra» se aproximou e causou o aluimento solo.

«A carga caiu sobre o homem, que ficou soterrado até ao peito», adiantou a fonte.

O sinistrado sofreu fraturas dos membros inferiores, entre outros ferimentos, e foi transportado às urgências os Hospitais da Universidade, do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

O homem estava a trabalhar nas obras dos arruamentos do bairro de residências universitárias construídas na zona do IPN.

Segundo a fonte da PSP, inspetores da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) estiveram no local do acidente, a fim de averiguarem as condições de segurança em que a obra estava a ser realizada, além da situação laboral do trabalhador sinistrado.

Uma fonte dos Bombeiros Sapadores de Coimbra confirmou à Lusa que o acidente verificou-se durante trabalhos na via pública, na zona do IPN, cerca das 15:00.
Redação / LF