Dois militares da GNR estão em estado crítico na sequência de uma colisão entre um automóvel e um carro-patrulha, na Autoestrada 1 (A1), no sentido Norte-Sul, entre o nó de Torres Novas e a área de serviço de Santarém, disse fonte da divisão de trânsito da GNR à TVI.

Inicialmente, a TVI obteve a informação de que os dois militares não tinham resistido à gravidade dos ferimentos.

Os dois GNR estão com prognóstico reservado. Um deles, uma mulher, vai ter de submeter-se a uma cirurgia.

O acidente ocorreu ao quilómetro 85 da A1, pelas 11:36, quando a GNR “estaria a sinalizar o local”.

De acordo com o CDOS de Santarém, há mais três feridos graves.

Pelas 12:45, o trânsito estava a circular pela faixa de emergência, segundo o CDOS, adiantando que a reabertura total da autoestrada será demorada.

No local, encontram-se 32 operacionais apoiados por 13 viaturas.

Daniela Rodrigues . / atualizada às 13:25