Uma vítima mortal é o resultado de um despiste de um veículo ligeiro, que embateu contra uma pedra, ao final da manhã desta terça-feira, em Resende, disse à agência Lusa o comandante dos bombeiros voluntários.

A causa da morte só a autópsia é que vai revelar, mas o senhor andava sempre muito devagar, o próprio carro, conhecido por ‘papa reformas’, não permitia andar depressa. Não sei se morreu por causa do acidente ou se o acidente se deu por causa de alguma coisa que deu ao senhor”, explicou à agência lusa Sérgio Monteiro.

O alerta foi dado às 11:10 e, segundo o Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viseu, no local, em Anreade, freguesia do concelho de Resende, Viseu, estiveram quatro viaturas e oito homens, entre bombeiros, GNR e INEM.

De 70 anos, era viúvo e vivia com uma filha com algum grau de deficiência”, contou o comandante dos bombeiros, que assegurou à agência Lusa que “a Câmara já tem uma equipa de assistentes sociais em casa do senhor a resolver, da melhor forma, a atual realidade” da descendente.