O veículo envolvido no acidente hoje de madrugada em Odemira (Beja), de que resultou um morto, caiu dentro de uma pedreira desativada e cheia de água e ficou submerso, disseram à agência Lusa fontes da GNR e dos bombeiros.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Odemira, Luís Oliveira, relatou que no jipe seguiam cinco jovens e que estariam a praticar todo-o-terreno, numa estrada de terra batida, quando a viatura caiu para o interior da pedreira de S. Luís, desativada e cheia de água, ficando completamente submersa.

Quatro dos jovens conseguiram libertar-se pelos próprios meios e sofreram ferimentos ligeiros, tendo morrido o quinto ocupante, de 25 anos, referiu Luís Oliveira.

O jipe foi retirado da pedreira, segundo a GNR, cerca das 3:40, três horas depois do alerta, pelos bombeiros e mediante a utilização de uma retroescavadora, com o cadáver do jovem lá dentro.

Segundo o comandante dos bombeiros, o acidente ocorreu por volta das 00:30 numa pedreira desativada na freguesia de S. Luís, mas os jovens são de Vila Nova de Milfontes, sendo ambas as localidades no concelho de Odemira, distrito de Beja.

Os quatro feridos ligeiros, na casa dos 20 anos, foram transportados para o Hospital do Litoral Alentejo (HLA), em Santiago do Cacém.

As operações de socorro, que foram dadas como concluídas às 5:20, envolveram os bombeiros e uma ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Odemira, além da GNR e a utilização de uma retroescavadora, indicou à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja.

/ JGF com Lusa