Um fardo de droga com cerca e 5,7 kg deu à costa esta manhã na praia de Porto Pim, situada na ilha do Faial, nos Açores. Segundo a Lusa, o fardo foi visto esta manhã e foi chamada ao local a Polícia Marítima para verificar a embalagem.

Rafael da Silva, comandante local da Polícia Marítima, disse à Lusa que o pacote foi alvo de testes rápidos para perceber do que se tratava. Concluiu-se que o fardo era composto por “canabinoides”, porém o comandante referiu que vão ser feitas mais peritagens.

Foram chamados ao local três mergulhadores, para procurar mais vestígios que pudessem ter vindo nas correntes marítimas. "O facto deste estupefaciente ter vindo dar à praia de Porto Pim deve-se ao mar de sudoeste, que ao longo de vários dias se tem feito sentir", explicou Rafael da Silva, referindo que "existe a possibilidade de se encontrar mais qualquer coisa" no local.

A origem do fardo ainda é desconhecida, mas estima-se que o mesmo estava no mar há mas de seis meses, devido à “quantidade de algas agarradas ao fardo”. As autoridades marítimas estão sob alerta ao movimento de embarcações de recreio que atravessam o Atlântico Norte para transportar estupefacientes.

O comandante referiu ainda à Lusa que "é do conhecimento geral que existe transporte de droga, com recurso a embarcações de recreio e não só, no trajeto entre as Américas e a Europa", e os Açores, "pela sua localização geográfica, acabam por ser um ponto de passagem natural".

/ SO