O Furacão Lorenzo deverá atingir os Açores na quarta-feira, mas ainda há esperança de que possa perder força e reduzir para a categoria 1, na escala de Saffir-Simpson. É o que aponta o último comunicado do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

A escala de Saffir-Simpson mede a intensidade dos furacões entre os níveis 1 e 5, sendo 5 o nível mais intenso.

Os efeitos deverão ser sentidos em todo o arquipélago, mas com maior intensidade no grupo ocidental, Flores e Corvo.

O IPMA prevê, para o grupo ocidental, "vento com rajadas na ordem dos 190 quilómetros por hora, mas que pode superar os 200"

Para esta terça-feira, estão previstos períodos de céu muito nublado e aguaceiros especialmente a partir da tarde. O vento vai tornar-se forte com rajadas que já podem chegar aos 90 quilómetros por hora para a noite. O mar vai estar agitado.

Os Açores estão a preparar-se para o pior e o governo regional vai acionar o plano regional de emergência a partir das 20h00. As escolas e as creches vão estar encerradas.

A Altice Portugal, em comunicado, anunciou que "ativou na passada sexta-feira o gabinete de crise, de forma a serem atempadamente elencados os procedimentos necessários para dar resposta à passagem do furacão ‘Lorenzo’ nas ilhas dos grupos Ocidental e Central do arquipélago dos Açores".

A operadora liderada por Alexandre Fonseca salienta que "desde a primeira hora está em total e estreito contacto com o Governo Regional dos Açores, com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) e com a Proteção Civil e Bombeiros dos Açores", com o objetivo de "mitigar todos e quaisquer danos, ao nível dos serviços de comunicações, que advenham da passagem do furacão esta quarta-feira".

/ CE