O acesso à Fajã de São João, no concelho da Calheta, ilha de São Jorge, está esta segunda-feira obstruído devido a uma derrocada, “não havendo vítimas a registar” entre os 32 habitantes que ficaram isolados, divulgou o Governo dos Açores.

Numa nota, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) anunciou que a derrocada foi registada pelas 07:30 (mais uma hora em Lisboa) e que, pelas 12:00, era aguardado um ponto de situação relativamente à extensão e dimensão dos danos, assim como a previsão para se proceder aos trabalhos de desobstrução da estrada para permitir o livre acesso à fajã.

Segundo a nota, encontram-se isolados 32 habitantes da Fajã de São João, mas, de acordo com o coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil de Calheta, que está no terreno, “existem boas comunicações, quer via rede móvel, quer via rádio”.

No local, encontram-se elementos dos Bombeiros da Calheta, da Direção Regional de Obras Públicas e Transportes Terrestres e do Serviço Municipal de Proteção Civil da Calheta, estando a ser preparado um drone da Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas para dar apoio à situação.

Por questões de segurança, o SRPCBA solicita à população que não se dirija à zona afetada.

/ NM