O corpo encontrado esta segunda-feira junto à freguesia da Ribeira Quente, na ilha de São Miguel, é de uma das mulheres desaparecidas na sexta-feira, na sequência de uma enxurrada que arrastou o carro onde seguiam, revelaram as autoridades açorianas.

Segundo disse à Lusa uma fonte da Proteção Civil, o reconhecimento do corpo foi feito pela Polícia Judiciária.

O corpo foi encontrado hoje a cerca de uma milha da costa da freguesia piscatória da Ribeira Quente, concelho da Povoação, na zona onde um pescador encontrou alegados vestígios humanos no domingo, já após o final da operação de buscas do dia.

Hoje, as buscas terminaram por volta das 17:00 (hora local, 18:00 em Lisboa), devido à subida da maré, que “dificulta as operações, já que deixa de haver condições de segurança para os profissionais que estão no terreno”, explicou à Lusa fonte da Proteção Civil.

A operação será retomada na terça-feira, por volta das 08:00, estando previsto que termine às 18:00, hora da maré cheia.

Nas buscas estarão envolvidas, na terça-feira, 12 entidades e 46 elementos, duas embarcações e dois drones.

Na sexta-feira, a chuva forte provocou o arrastamento de uma viatura da Santa Casa da Misericórdia da Povoação, onde seguiam as duas funcionárias, que estariam a fazer apoio domiciliário.

A viatura onde seguiam as duas mulheres foi localizada logo nesse dia no fundo de uma ribeira, presa e capotada, junto à Povoação, mas não foram avistadas pessoas.

As buscas pelas duas mulheres têm envolvido elementos do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), as cinco corporações dos bombeiros de São Miguel, o serviço municipal de proteção civil da Povoação, a Capitania do Porto de Ponta Delgada, a Polícia Marítima, a Associação de Nadadores-Salvadores da Costa Norte e a PSP.

/ HCL-Atualizada às 19:10