Adeptos britânicos que estão na cidade do Porto para assistir ao jogo do final da champions envolveram-se em escaramuças, na noite de quinta-feira. Rui Moreira desvalorizou os conflitos, sublinhando que neste tipo de eventos “escaramuças” acontecem sempre.

Não é diferente daquilo que se sucede quando há eventos desta natureza. Recordo que, quando temos competições internacionais – e os britânicos são particularmente propensos a este tipo de atividade – aquilo que acontece sempre é haver, aqui e ali escaramuças”, explicou.

O autarca destacou ainda o facto de a cidade do Porto necessitar deste tipo de eventos uma vez que necessita de turismo e de um retorno a uma certa normalidade. Moreira relembrou ainda o facto de que quase todos os britânicos que se encontra na cidade vieram de avião e que, por isso, tiveram de testar negativo antes de vir para Portugal, reduzindo em muito os perigos para a saúde pública.

O comentador questionou ainda o porquê de manter a restrição de obrigar os restaurantes a fechar as portas às 22:30, dando o exemplo do Algarve que não terá capacidade para dar contar de tantas pessoas durante o verão se estes horários se mantiverem.

Rui Moreira olhou ainda para o chamado “congresso das direitas”, organizado pelo Movimento Europa e Liberdade, onde Rui Rio voltou a tentar afastar o partido da direita e coloca-lo no centro do espectro político.

O PSD encontra-se hoje numa situação difícil, encontra-se esmagado entre uma certa direita que tem uma visão diferente e um centro que está ocupado”, referiu.