Em Vila Nova de Milfontes, no concelho de Odemira, centenas de jovens organizam festas na praia que se prolongam pela madrugada e, no final, percorrem as ruas da vila para vandalizar portas, carros, janelas e grafitar fachadas de casas e passadiços.

A praia do Malhão tem sido o balde do lixo para as muitas garrafas de álcool que estes jovens, menores de idade, consomem. 

A GNR local explica que os jovens têm entre os 12 e os 16 anos de idade e são quase todos da linha de Cascais, Oeiras e Lisboa. 

Para os moradores, esta é uma situação preocupante que se repete todos os anos. 

"Eles não se sabem comportar, não respeitam as pessoas e inclusivamente não respeitam as autoridades", queixa-se uma moradora de Vila Nova de Milfontes, que conta que muitos carros são gravemente danificados e não há ninguém que possa ser responsabilizado.

Outro morador de Milfontes refere "praias completamente cheias de lixo, mobiliário urbano destruído, inclusive agressões a residentes".

"Isto é recorrente, acontece todos os anos nesta altura e na passagem de ano", diz, por isso, "tem de estar previsto que nesta altura os guarda que temos não chegam."

"Isto acontece há vários anos, mas este ano ultrapassou todos os limites", queixa-se uma outra residente, lamentando que este ano não haja, como houve noutros anos, um reforço das forças da segurança.

A GNR já garantiu que na noite de quinta para sexta-feira já houve um reforço do policiamento. 

Amílcar Matos