A Força Área Portuguesa (FAP) já recebeu a primeira de três aeronaves F-16 modernizadas, que tinham sido adquiridas em 2013 aos Estados Unidos, disse esta terça-feira à agência Lusa o porta voz da FAP.

A aeronave F-16 monolugar foi recebida no dia 08 de maio na base aérea de Monte Real, depois de ter passado por um processo de modernização na OGMA-Indústria Aeronáutica de Portugal, em Alverca, onde ainda permanecem outras duas.

Segundo referiu à Lusa o porta voz da FAP, Manuel Costa, a data prevista para entrega da segunda aeronave é o final do mês de julho e a última no final do ano.

As intervenções nas aeronaves, iniciadas em 2015, contemplaram reparações e melhoramentos estruturais profundos, substituição completa do 'cockpit', novo computador de bordo, ‘upgrade’ do radar, substituição de cablagens antigas, pintura especial e revisão geral de vários componentes e acessórios.

O F-16 agora entregue realizou um voo de experiência a 13 de fevereiro deste ano, 24 anos depois de ter voado a última vez, quando pertencia à Força Aérea Americana.

Depois de concluídos os trabalhos de modernização as aeronaves vão juntar-se ao esquadrão 201 “Falcões” e 301 “Jaguares”, na Base Aérea de Monte Real.

Manuel Costa explicou que a integração destas três aeronaves, duas monolugares e uma bilugar, vai permitir reajustar a operacionalidade da FAP, depois da venda dos 12 F-16 à Roménia.

O contrato contemplou a venda de 12 aparelhos - nove monolugares e três bilugares - representando um encaixe líquido de 78 milhões de euros de um total de 181 milhões, dos quais 163 milhões já foram pagos ao Governo português.

Atualmente a FAP possui 30 aeronaves F-16, responsáveis pela vigilância e fiscalização do espaço aéreo português.