O bombeiro português que ainda está a trabalhar no aeroporto de Cabul poderá sair do Afeganistão "entre hoje e amanhã" e regressar a Portugal.

A informação foi atualizada pela secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, à TVI24.

"Ele continua no aeroporto, a exercer as suas funções, à espera de ser substituído, e está bem, em segurança. Poderá ser a qualquer momento, entre hoje e amanhã."

Os restantes 15 portugueses que se encontravam no local já foram retirados nos últimos dias.

"O cenário de hoje é que o aeroporto está mais calmo, os voos de evacuação estão a decorrer normalmente", acrescentou Berta Nunes.

A governante admite algum "sentimento de alívio" pela saída dos portugueses, mas, "como cidadãos e respeitadores dos direitos humanos", a preocupação com "uma situação muito complexa" continua.

"Portugal está disponível para receber refugiados, tal como disseram os ministros dos Negócios Estrangeiros e da Defesa", sublinhou.

Augusto Santos Silva afirmou, na TVI24, que o Governo português se disponibilizou para receber 50 cidadãos afegãos de imediato.

Catarina Pereira