Um homem indiciado pelos crimes de coação sexual agravada, tentativa de violação e abuso sexual de crianças, detido na quarta-feira pela Polícia Judiciária (PJ), em Loulé, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, foi esta sexta-feira anunciado.

A Procuradoria da República da Comarca de Faro divulgou na sua página na Internet a medida de coação do homem, de 33 anos, suspeito de ter agredido sexualmente quatro raparigas, com idades entre os 13 e os 25 anos, naquela cidade do distrito de Faro.

De acordo com a Procuradoria, os crimes terão ocorrido entre março e novembro de 2020, tendo o suspeito “manietado sexualmente três raparigas na via pública, apalpando-as em várias partes do corpo e uma outra no átrio de um prédio”.

Neste último caso, o detido projetou a rapariga “contra o chão e procurou despi-la, tendo a vítima oferecido resistência, obrigando o suspeito a fugir”, especifica o comunicado.

A Polícia Judiciária (PJ) tinha anunciado na quinta-feira a detenção do homem pela prática reiterada de vários crimes contra a liberdade e autodeterminação sexual.

A investigação dirigida pela PJ é tutelada pela secção de Loulé do Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro.

/ CE