A mãe que agrediu a juíza e a procuradora do Tribunal de Família e Menores de Matosinhos, na quarta-feira, vai conhecer hoje as medidas de coação. A agressora chegou ao tribunal, na manhã desta quinta-feira, transportada por um carro patrulha da PSP da esquadra da Bela Vista, onde terá passado a noite.

A mulher, que está num processo de regulação parental, está indiciada por ofensas à integridade física de uma juíza e de uma procuradora.

As agressões aconteceram durante a audiência de regulação dos deveres paternais, não se sabendo ao certo as motivações para o episódio de violência.

TVI sabe que a mulher também arranhou a procuradora do Ministério Público e destruiu tudo o que conseguiu no gabinete.

Ao retirar-se do gabinete, foi abordada por uma magistrada do Ministério Público que foi também agredida com arranhões na face", disse Maximiano Vale, responsável da Associação Sindical dos Juízes Portugueses, em declarações à TVI.

A juíza terá ficado com ferimento ligeiros no rosto, não havendo necessidade de assistência hospitalar.

A agressora foi detida de imediato. Na sala estavam o pai da criança e os avós que ficaram com a guarda da menor.

/ JR