Um militar da GNR de Braga foi agredido na terça-feira no Bairro da Pasteleira Nova, no Porto, e teve necessidade de assistência hospitalar, mas já teve alta, disse esta quinta-feira fonte daquela força à Lusa.

Segundo a fonte, a vítima é um militar do Núcleo de Investigação Criminal de Braga, estava a proceder a uma diligência no âmbito de um inquérito, juntamente com outros elementos da mesma força.

Juntaram-se cerca de 20 indivíduos e o militar foi agredido”, acrescentou a fonte.

Em declarações à TVI, o presidente da Associação dos Profissionais da Guarda, César Nogueira, explicou que foi a rápida intervenção do colega que acabou por salvar o militar.

Valeu-lhe a rápida intervenção do colega, que ao disparar para o ar, acabou por dispersar a multidão", contou.

Já foram detidos dois suspeitos, mas a fonte considera que, no decurso do inquérito, poderão ser identificados mais agressores.

Os dois detidos já foram presentes a tribunal, tendo ficado sujeitos à medida de coação de apresentações diárias em posto policial.

 
/ CE