A denúncia foi feita pelo próprio, através da rede social Instagram. Gonçalo Rafael, um jovem transexual de 17 anos de Coimbra, fez uma publicação que, entretanto, já se tornou viral, onde mostra fotografias com os olhos negros, o nariz ensanguentado e marcas de agressões no tronco.

Na publicação, há também um vídeo onde se vê Gonçalo a sangrar do nariz e da boca, naquilo que parecem ser os instantes seguintes às agressões.

A acompanhar as imagens que ilustram o ato de violência, surge um desabafo: “Infelizmente fui atacado por uns homofóbicos. Neste momento não tenho palavras para isto. Nunca pensei que a sociedade fosse assim cruel. Apenas sou transexual, deixem-me ser feliz. Eu estava sozinho, não me conseguia defender contra três homens. Apenas vejam o que esta sociedade fez”.

Em declarações à TVI, Gonçalo Rafael conta que nos últimos dias tem sido ameaçado por “uns homens”, que descobriram o seu número de telefone. No último sábado, o jovem conta que os alegados agressores lhe ligaram e que atendeu a chamada. Nesse momento, os três homens, na casa dos 45 anos, “estavam atrás de mim e começaram a bater-me e a chamar-me nomes”.

A TVI contactou a Polícia de Segurança Pública, que avança que não foi apresentada qualquer queixa-crime em relação a este caso. Contudo, as autoridades alertam que a vítima tem 6 meses para o fazer.

O caso já foi denunciado à Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG).