O presidente , o vice-presidente e uma trabalhadora da Câmara Municipal de Abrantes foram esta terça-feira agredidos por um homem que entrou ilegalmente no edifício onde decorria uma reunião autárquica.

Em comunicado, a Câmara confirma o sucedido e acrescenta que o agressor estava munido com "um pau com gancho de ferro", tendo proferido várias ameaças verbais que culminaram em agressões físicas.

A TVI apurou que o agressor trata-se de Jorge Ferreira Dias, que já foi um dos homens mais ricos de Abrantes e atualmente vive do subsídio de reinserção social. Jorge perdeu tudo por causa da disputa de um terreno com a Câmara Municipal.

Devido aos ferimentos, foram chamados ao local os bombeiros voluntários de Abrantes que transportaram as vítimas ao hospital de Abrantes para observação e tratamento hospitalar. "Foi ainda transportada outra trabalhadora que, devido aos acontecimentos, teve um ataque de pânico".

A polícia foi chamada a intervir, tendo sido apresentada queixa contra o agressor pelas "sucessivas ameaças de morte, agressões e outros eventuais crimes, cometidos no presente dia e noutras ocasiões, quer em Reuniões de Câmara, Assembleias Municipais e mesmo na via pública".

A Câmara Municipal de Abrantes condena e repudia quaisquer atos de violência física e verbal praticados contra qualquer pessoa, independentemente das circunstâncias", expressa o comunicado elaborado esta terça-feira.

O município refere ainda que, desde a tomada de posse do presidente Manuel Jorge Valamatos, o agressor foi recebido por diversas vezes em reunião.