verificaram em Guimarães





foi pedido pelo Ministério da Administração Interna



foram agredidos