Um homem, que padece de perturbações psíquicas, ficou em prisão preventiva – medida de coação mais gravosa – por agredir a mãe de 75 anos, na Póvoa de Varzim, distrito do Porto, anunciou a GNR.

Em comunicado, esta força policial referiu que o suspeito foi detido em flagrante delito e que a vítima teve de receber tratamento médico devido às lesões sofridas.

Na sequência de um processo crime por violência doméstica, a GNR apurou que o suspeito padecia de perturbações psíquicas, dirigindo injúrias, ameaças de morte e agressões físicas à vítima de 75 anos, sua mãe, chegando mesmo a arrastá-la pela rua, bem como a impedi-la de sair da sua residência”, explica.

A vítima, após o falecimento do seu companheiro, padrasto do suspeito, começou a viver “num clima de medo constante”, pois os episódios de violência agravaram-se, mediante um consumo excessivo de bebidas alcoólicas por parte do suspeito, adianta.

/ AM