Cães selvagens mataram nas últimas semanas 30 ovelhas no concelho de Oliveira do Hospital, onde anualmente se realiza a maior feira do queijo da Serra da Estrela, denunciou hoje a Associação Distrital dos Agricultores de Coimbra (ADACO).

"O ano passado foram os incêndios a dizimar rebanhos e colmeias, agora são cães selvagens a atacarem rebanhos e a matar animais", lamenta Isménio Oliveira, coordenador da ADACO, que pede uma intervenção urgente das autoridades competentes.

O dirigente reforça os "apelos já feitos por produtores pecuários para que as entidades competentes intervenham com a maior celeridade e eficácia, para pôr cobro a estas ameaças permanentes, que até podem aumentar de número e de atividade, o que será ainda mais desastroso".

Segundo Isménio Oliveira, os ataques afetaram "quatro ou cinco produtores, mas talvez existam mais que ainda não apresentaram queixa na GNR e na Câmara Municipal".

Paralelamente aos ataques de cães selvagens, os apicultores da zona da Cordinha naquele concelho estão a ser fortemente penalizados pela presença da vespa asiática, "que está a provocar uma grande razia nas abelhas".

"Ambas as situações contribuem para aumentar as dificuldades e os prejuízos dos produtores pecuários, que já estão numa situação de dificuldade depois dos incêndios de outubro do ano passado", lamenta o coordenador da ADACO.

Os produtores "já têm problemas de sobra, com perda de rendimentos, para ainda terem de suportar mais estes", refere Isménio Oliveira, considerando que "já tardam medidas eficazes para controlo destas pragas".