A GNR do Porto apreendeu entre 9 e 10 de janeiro mais de 17 mil litros de bebidas alcoólicas irregularmente introduzidas no consumo no distrito de Vila Real, no valor de 105 mil euros, anunciou, esta segunda-feira a força policial.

Em comunicado, a GNR explicou que o valor das bebidas apreendidas “ascende a 105 mil euros” e que “a sua comercialização ilícita teria causado um prejuízo ao Estado de cerca de 17 mil euros”.

Foram fiscalizados e detetados vários operadores que armazenavam cerca de 16 500 litros de vinho licoroso e 600 litros de aguardente em locais não autorizados e sem controlo aduaneiro, escapando deste modo às obrigações tributárias de declaração e pagamento dos impostos incidentes”, pode ler-se.

A nota acrescenta ainda que foram elaborados três autos de contraordenação por introdução irregular no consumo.

A operação da Unidade de Ação Fiscal, através do Destacamento de Ação Fiscal (DAF) do Porto, realizada entre 9 e 10 de janeiro, decorreu na sequência de “um conjunto de ações de fiscalização e controlo direcionadas para a deteção de infrações relacionadas com o armazenamento e comercialização de bebidas sujeitas a imposto especial de consumo”.