Dezanove pessoas foram detidas esta terça-feira por crimes de tráfico de estupefacientes e associação criminosa, no distrito de Faro, desmantelando uma rede organizada.

Segundo a GNR, a investigação decorria há acerca de um ano e nove meses e que visava uma rede de distribuição e tráfico de droga liderada por dois suspeitos estrangeiros.

O grupo operava essencialmente no concelho de Albufeira, mas estendia também a sua atividade a diversos outros concelhos do distrito de Faro, nomeadamente Portimão, Silves, Lagoa, Loulé, Olhão e Tavira. O produto estupefaciente era entregue em casas, moradias de férias ou em hotéis na região, contando também com o apoio de diversos funcionários, exploradores e proprietários de estabelecimentos de diversão noturna que, mediante comissão nas vendas, entregavam a droga aos seus clientes. 


No âmbito desta investigação, que decorreu junto da 2.ª Secção do Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro, os militares da GNR deram cumprimento a 69 mandados de busca, entre as quais 30 domiciliárias, 29 a veículos e dez a estabelecimentos de diversão noturna.

No decorrer da ação policial, foi possível apreender 19.471 doses de cocaína, 2.511 doses de haxixe e 2.760 doses de heroína, tal como 76 plantas de cannabis.

Entre o material apreendido, constam ainda três armas de fogo, seis veículos e 39 telemóveis.

Os detidos tinham ainda em sua posse  39.483 euros e 365 libras.

A operação envolveu mais de 100 militares da GNR, tendo o Comando Territorial de Faro sido reforçado com militares da Direção de Investigação Criminal (DIC) e dos Comandos Territoriais de Lisboa, Setúbal, Portalegre, Évora e Beja.  


Os detidos serão presentes ao Tribunal Judicial de Faro esta quinta-feira para primeiro interrogatório judicial.

Daniela Rodrigues