Um dos feridos graves do acidente rodoviário ocorrido esta terça-feira no IC1, na zona de Alcácer do Sal, distrito de Setúbal, acabou por morreu no local, tendo a estrada já sido reaberta ao trânsito, disse fonte da GNR.

A fonte do Comando Territorial de Setúbal da GNR precisou à agência Lusa que a vítima mortal do acidente é um homem de 74 anos e condutor de um dos três automóveis envolvidos na colisão.

Segundo a fonte da GNR, o trânsito foi retomado no Itinerário Complementar (IC) 1, no local do acidente, entre as localidades de Palma e Águas de Moura, no concelho de Alcácer do Sal, por volta das 21:15, depois de mais de três horas cortado.

Já o número de feridos do acidente que foi indicado à Lusa por várias fontes é diferente.

Segundo a GNR, além da vítima mortal, o sinistro provocou são quatro feridos ligeiros, todos do sexo feminino, com idades entre os 70 e os sete anos.

Por sua vez, o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal indicou existirem cinco feridos, nomeadamente três ligeiros e dois graves, corrigindo a informação inicialmente avançada de sete feridos.

Contactada pela Lusa, fonte do INEM deu conta da existência sete feridos transportados para o hospital, precisando que as vítimas são quatro adultos, dois adolescentes e uma criança de oito anos.

Todos os feridos, adiantou o CDOS, foram transportados para o hospital de Setúbal, enquanto a vítima mortal do acidente foi transportada para os serviços de Medicina Legal do Hospital do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém.

O acidente, para o qual foi dado alerta às 17:57, mobilizou os Bombeiros de Alcácer do Sal e de Águas de Moura, o INEM e a GNR, num total de 30 operacionais, apoiados por 12 veículos, incluindo uma ambulância de suporte básico de vida (SIV).

Também foi acionado para o local do acidente o helicóptero do INEM de Évora.

Agência Lusa / AG