A GNR deteve hoje em Alcobaça dois homens por tráfico de droga e apreendeu mais de cinco mil doses de canábis, no valor de 50 mil euros, produzidas numa estufa que tinham dentro de casa, disse fonte policial.

O comandante do Destacamento de Caldas da Rainha da GNR, Hugo Carneiro, disse à agência Lusa que se trata de uma “quantidade anormal” de estupefacientes que, se fosse vendida aos consumidores, valeria “no mínimo 50 mil euros”.

Dada a quantidade de canábis, a GNR equaciona a hipótese que os detidos, pai e filho, de 62 e 32 anos, se dedicassem ao tráfico a nível nacional.

Com o aparecimento, num contentor do lixo público, de sacos que continham vestígios de plantas de canábis, os militares começaram a investigar a moradia suspeita, na freguesia de Maiorga, no distrito de Leiria.

A investigação culminou hoje com uma busca domiciliária, através da qual os militares da GNR confirmaram que existia uma estufa de produção de canábis num dos anexos da habitação, onde vieram a apreender 5.120 doses daquele estupefaciente.

A droga encontrava-se “acondicionada e preparada para o consumo”, adiantou a mesma fonte.

Os detidos foram constituídos arguidos e sujeitos à medida de coação de Termo de Identidade e Residência.