Greves, atrasos e comboios suprimidos, carruagens demasiado cheias: estas são as maiores queixas de quem utiliza diariamente a CP.

No ano passado, foram suprimidos 12 mil comboios. Segundo a CP, a culpa é das greves e das avarias. Nos dias de greve, os utentes ficam sem alternativas e ir para o trabalho é um problema. Para piorar, quando falha um comboio, sentem-se sardinhas em lata.

As carruagens demasiado cheias não inspiram confiança e muitos questionam a segurança das viagens. Mas não só: as condições das estações e as avarias das máquinas de bilhetes também são alvo de muitas reclamações.

Depois, apesar dos comboios terem carruagens para quem leva bicicleta, a relação com os revisores nem sempre é fácil. A falta de um local identificado para colocar as mesmas e a prepotência de alguns funcionários, às vezes, acaba mal.

Os utentes queixam-se, reclamam e ninguém dá resposta. Sentem que pagam por um serviço e que, na verdade, são mal servidos.