O suspeito do homicídio de um jovem de 19 anos, em 2019, junto a uma discoteca em Albufeira, que foi detido nos arredores de Paris e entregue às autoridades portuguesas, ficou em prisão preventiva, foi esta quinta-feira anunciado.

Em comunicado, a Polícia Judiciária (PJ) refere que, após ter sido detido nos arredores do Paris em 12 de agosto, o suspeito, de 21 anos, foi entregue na quarta-feira às autoridades portuguesas.

Depois, o suspeito foi presente a interrogatório judicial, “tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva”, indica a PJ.

Na nota, a PJ recorda que o crime ocorreu na madrugada de 23 de agosto de 2019, “tendo sido atingido mortalmente um funcionário de uma discoteca de Albufeira com um projétil disparado por uma arma de fogo”.

Anteriormente, a PJ tinha revelado que o suspeito terá “fugido do local, imediatamente a seguir à prática do crime”, que ocorreu nas proximidades de uma discoteca em Albufeira.

A vítima pertencia ao ‘staff’ da discoteca Lick e foi baleada mortalmente na cabeça, na madrugada de 23 de agosto de 2019, no exterior do estabelecimento noturno, disse à Lusa, na altura, o gerente do espaço.

Segundo a PJ, o inquérito está a ser dirigido pelo Ministério Público da Secção de Loulé do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro.

/ JGR