O ministro da Justiça solicitou esta sexta-feira autorização do Conselho Superior do Ministério Público para nomear o procurador da República João Manuel Baptista Romão para o cargo de director da Polícia Judiciária do Porto, escreve a Lusa.

A respectiva proposta foi-lhe presente pelo director nacional da Polícia Judiciária (PJ), Alípio Ribeiro, segundo um comunicado do Ministério da Justiça.

Baptista Romão «é muito competente para o cargo»

Novo director tem o «perfil adequado»

PJ: novo director rejeita cargo

A escolha de João Manuel Baptista Romão surge um dia depois de o procurador Almeida Pereira ter recusado a nomeação para o cargo de director da PJ do Porto, após aceitar inicialmente o convite que lhe havia sido formulado por Alípio Ribeiro para suceder a Vítor Guimarães, que se demitiu das funções.

Fontes ligadas à magistratura do Ministério Público descreveram à agência Lusa o procurador Baptista Romão como «uma pessoa calma, equilibrada e ponderada», mas «enérgico», que conhece «bem» a região Norte do país. «É capaz de ser uma boa opção», realçaram as mesmas fontes.

Durante a sua carreira, João Manuel Baptista Romão foi procurador-ajunto na comarca da Maia e formador no Centro de Estudos Judiciários, estando actualmente colocado na Figueira da Foz.
Portugal Diário