A Polícia Judiciária deteve um homem e uma mulher suspeitos de terem burlado várias pessoas, num esquema que envolvia a compra de carros de alta gama, através do qual terão lucrado 150 mil euros.

Em comunicado, sem especificar o local da detenção, a PJ adianta que os detidos, de 53 e 50 anos, aliciavam “diferentes interessados para a compra de viaturas automóveis de gama alta, que seriam importadas, a preços muito competitivos, para posterior legalização em Portugal”.

Após receberem dinheiro dos lesados, os suspeitos celebravam contratos de ‘leasing’ e de aluguer de longa duração, através de uma sociedade por eles constituída no estrangeiro, esquema que foi depois descoberto numa investigação da diretoria do Sul da PJ ao abrigo da operação “Roda Balcânica”.

Os detidos entregavam depois os veículos aos compradores, “criando-lhes a convicção de que os negócios eram legítimos e de que a propriedade das viaturas lhes seria transferida”, mas na realidade apenas pagavam as primeiras prestações, deixando de pagar as restantes.

“Na sequência deste engano, receberam quantias monetárias adicionais, as quais exigiram como contrapartida pela aquisição e legalização dos veículos”, estimando-se que tenham conseguido obter dos lesados cerca de 150 mil euros.

Os suspeitos já tinham antecedentes por crimes de burla qualificada e falsificação, e foram detidos em cumprimento de mandados de detenção emitidos pelo tribunal.

Durante a operação, a PJ localizou e apreendeu várias viaturas de gama alta.

Os arguidos vão agora ser presentes a tribunal para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação.

/ CP