A líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, afirmou esta quinta-feira que não responde a declarações "pouco rigorosas e demagógicas" feitas em plenário, na Assembleia da República, pelo deputado único do Chega, André Ventura.

Ana Catarina Mendes assumiu esta linha de atuação política perante os jornalistas, depois de questionada se é estratégia do PS não responder a André Ventura, mesmo em casos quando este deputado acusa o primeiro-ministro, António Costa, de "ter mentido aos portugueses".

Não há estratégia nenhuma sobre isso. O que há é não comentar afirmações que são pouco rigorosas e demagógicas. Por isso mesmo, não está em cima da mesa esse comentário, Não vou comentar coisas que são demagógicas e fáceis de dizer", alegou a presidente da bancada socialista.

Na quarta-feira, em plenário, o deputado do Chega acusou o primeiro-ministro de ter mentido durante o último debate quinzenal, ao dizer que os agentes das forças de segurança não compravam o próprio material, e mostrou algumas faturas dessas compras no parlamento.

Aqui estão as faturas de dezenas de polícias que nos fizeram chegar a compra de elementos e de material, pago do seu bolso", atirou o deputado, referindo que iria entregar tais documentos aos jornalistas.