André Ventura foi notificado esta terça-feira da condenação para pagar 3400 euros de multa, por, segundo a Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial, ter tido um comportamento discriminatório para com a comunidade cigana.

Em causa, um comentário nas redes sociais, em 2017, na sequência de uma notícia da RTP sobre agressões a uma enfermeira no hospital de Beja.

O líder do Chega escreveu que era “mais fácil chamar racista a quem insiste em falar do problema”, numa alusão ao facto de os alegados agressores da enfermeira serem de etnia cigana.

A comissão recebeu uma denúncia da Associação Letras Nómadas e abriu um processo de contraordenação, tendo agora condenado Ventura a pagar 3400 euros de multa.

Em dezembro passado, já havia um projeto de decisão, que não foi contestado pelo presidente do Chega por não reconhecer legitimidade à comissão. Agora, a mesma tornou a condenação definitiva.

Henrique Machado