O primeiro-ministro avisou esta terça-feira que "o risco efetivo de transmissão" por covid-19 está a aumentar. Apesar de Portugal manter uma situação epidemiológica estável, António Costa alerta que é "muito importante manter todas as cautelas e aplicar as medidas de prevenção".

As palavras do chefe do Governo surgem depois de uma reunião com os especialistas, numa altura em que Portugal entra na segunda semana de um desconfinamento progressivo, e que deve durar até 3 de maio, caso os índices (Rt e incidência) o permitam.

Neste momento Portugal mantém um índice de transmissibilidade (Rt) de 0,89, com uma incidência de 81 casos por 100 mil habitantes. O limite destes índices é de 1 e de 120, respetivamente.

Sobre o plano de vacinação, o primeiro-ministro reiterou o objetivo delineado pelo coordenador da task force, que apontou para 80% dos maiores de 80 anos inoculados até ao final desta semana.

Nos próximos dias, mais de um milhão de portugueses estarão vacinados com uma dose e meio milhão com duas doses da vacina", acrescentou António Costa.

Também a ministra da Saúde, Marta Temido, apelou esta terça-feira à manutenção das medidas de prevenção da covid-19

Na reunião dos especialistas esta manhã, no Infarmed, foi admitido que o R(t) possa atingir o 1 "nas próximas semanas".

António Guimarães