Um homem foi detido pela suspeita da prática de um crime de abuso sexual de crianças agravado na Amadora, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva, anunciou esta segunda-feira a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

Segundo uma nota publicada na página da internet da PGDL, "o homem está fortemente indiciado que, entre 2017 e 2019, enquanto trabalhava num ATL, apalpou o corpo de menores ao seu cuidado, para sua própria excitação e satisfação sexual".

O arguido ficou sujeito à medida de coação de prisão preventiva, tendo em conta o perigo de continuação da atividade criminosa e de perturbação da ordem e tranquilidade públicas.