A GNR apreendeu esta quarta-feira 1.826 quilos de amêijoa-japonesa, no valor de 18.260 euros, e multou duas mulheres devido a duas infrações, na freguesia do Samouco, em Alcochete, distrito de Setúbal.

A situação de pesca ilegal foi detetada pela Unidade de Controlo Costeiro, que identificou “duas mulheres que transportavam os referidos bivalves sem que os mesmos se fizessem acompanhar do respetivo documento de rastreabilidade”, adiantou a GNR, em comunicado.

Além disso, numa análise mais “pormenorizada”, os militares perceberam que cerca de 426 quilos dos bivalves “se encontravam subdimensionados”, ou seja, “não tinham o tamanho mínimo exigido por lei, estabelecido em 3,5 centímetros”.

Por este motivo, as duas mulheres de 39 e 29 anos, “foram identificadas como infratoras” e autuadas por falta de documento de rastreabilidade e por captura de bivalves subdimensionados, podendo levar uma multa até 37 mil euros.

Na nota divulgada, a GNR advertiu que a circulação de bivalves e a sua introdução no consumo “só é possível se estes se fizerem acompanhar do documento de registo”, porque é o único que “assegura a qualidade sanitária”.

Segundo a força policial, os bivalves, por se encontrarem vivos, foram devolvidos ao seu 'habitat'.