Dois homens e duas mulheres, com idades entre os 23 e os 38 anos, foram constituídos arguidos por suspeitas da autoria de um incêndio florestal em Alcácer do Sal, distrito de Setúbal, anunciou esta quinta-feira a GNR.

Em comunicado, o Comando Territorial de Setúbal da GNR indicou que o incêndio, ocorrido na quarta-feira, junto à barragem do Pego do Altar, “teve origem numa fogueira”, tendo as chamas se propagado para “a vegetação contígua”.

“No local foi possível identificar os autores do incêndio, os quais foram constituídos arguidos”, adiantou.

Os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Setúbal.

/ MJC