O preço das casas para arrendar desceu 4,9% no último ano em Portugal, fixando-se a maior queda deste valor na capital do país.

De acordo com um relatório esta terça-feira avançado pelo Idealista, em Lisboa os preços desceram 6,4%, fixando-se o custo por metro quadrado nos 13,3 euros.

Já os distritos de Viseu, Castelo Branco e Viana do Castelo lideram as subidas de preços. 

Estes valores dizem respeito a agosto de 2021, quando comparados com o mesmo período do ano passado. De acordo com o índice apresentado, "no final do mês de agosto deste ano, arrendar casa tinha um custo de 10,9 euros por metro quadrado (euros/m2). Já em relação à variação trimestral, a descida foi de -0,9%.", lê-se na nota enviada.

O relatório dá conta que o valor das casas para arrendar desceu na Área Metropolitana de Lisboa (-6,2%), no Algarve (-0,6%) e no Norte (-0,6%). Já no Alentejo, foi onde se assistiu uma maior subida dos preços (3,9%), seguida do Centro (3,8%), da Região Autónoma da Madeira (2,4%) e dos Açores (0,9%).

Apesar desta descida, Lisboa continua a ser o distrito mais caro para arrendar casa, seguindo-se Porto e Faro. Se procura localidades mais económicas, Vila Real, Viseu e Santarém podem ser boas opções para arrendar.

O valor das rendas deverá voltar a subir, 0,43%, em 2022,  segundo os números da inflação dos últimos 12 meses até agosto, esta terça-feira divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).