A Polícia de Segurança Pública tem centenas de carros parados de norte a sul do país, devido a pequenas avarias.

A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP) alertou para o problema, que diz estar a comprometer a segurança das pessoas. O sindicato da PSP culpabiliza o Governo, que acusa de má gestão da frota.

A revolta dos profissionais agrava-se ainda mais porque, na maioria dos casos, as viaturas estão encostadas devido a pequenas avarias, mas a reparação demora meses a ser realizada.

O Ministério da Administração Interna garante que o problema está a ser analisado e aos poucos será resolvido. Relembrando, que no último ano existiu um investimento de 24 milhões de euros para a aquisição de mil novas viaturas e que há a previsão de compra de mais unidades até. 2021

Para a ASPP/PSP não basta comprar carros, reiterando a necessidade de saber gerir a frota eficientemente.

Os comandos mais afetados pela falta de meios têm sido Porto, Lisboa e Setúbal. A dimensão destas áreas e as ocorrências registadas obriga a um maior número de meios e de operacionais

Os agentes prometem continuar com pequenos protestos ao longo de todo o ano e ponderam uma nova manifestação, caso não obtenham mudanças concretas e rápidas por parte da tutela.