Um avião da TAP, que fazia a ligação Porto-Lisboa, teve um acidente ao aterrar no aeroporto Humberto Delgado, na capital portuguesa. Tudo porque um pneu rebentou. A pista de aterragem onde a aeronave embateu está encerrada por esse motivo. O aparelho transportava 20 passageiros.

À TVI24 fonte oficial do comando da PSP indicou ter havido um incêndio, mas a TAP informou que foi apenas um pneu que rebentou.

A TAP confirma a ocorrência (...) devido ao rebentamento de um pneu no momento da aterragem. Os 20 passageiros a bordo, tal como os tripulantes,  já saíram do avião e seguiram normalmente para os seus destinos".

Apurámos ainda, por outra fonte, que o problema terá sido no trem do nariz do avião, ou seja, na parte dianteira.

Pista encerrada

O acidente ocorreu pelas 22:35  e alerta foi dado às autoridades pelas 22:39 deste sábado. Uma equipa dos bombeiros acorreu à pista, que está encerrada, sem permitir aterragem ou descolagens, apurou também a TVI24, o que foi confirmado depois, pelas 00:10, em comunicado pela ANA - Aeroportos.

Aeroporto encerrado ao tráfego aéreo até a situação estar regularizada"

Pelas 00:15 a pista secundária foi reaberta, por forma a permitir descolagens, mas aquela onde se encontrava o avião ainda estava fechada pelas 01:30.

A aeronave em causa é um ATR 72 da TAP Express, que faz a ponta aérea entre o Porto e Lisboa, neste caso o voo TP 1971 da TAP.  É um aparelho mais pequeno que faz habitualmente estes voos domésticos e, neste caso, fazia a ligação Porto-Lisboa.

Não há feridos

Apesar do susto, o avião acabou por aterrar em segurança, sem ter provocado feridos. "Vinte passageiros ilesos, desembarcados", confirma igualmente a ANA.

A empresa que gere os aeroportos nacionais garante que foram "acionados de imediato todos os meios internos e externos para atuação em caso de emergência" e que depois de feita a avaliação da situação "os meios externos foram desmobilizados".

Quem tinha bagagem de porão ainda não a tem em sua posse, mas a TAP encarregar-se-á de enviar as malas para a morada dos passageiros assim que possível, disse à TVI24 Carina Correia, do gabinete comunicação da TAP.

Acidente está a ser investigado

O acidente está já a ser investigado pelo Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves (GPIAA), que está a fazer as perícias necessárias. 

A mesma responsável da TAP disse ainda ser prematuro falar das causas do acidente. "É difícil de apurar neste momento. Seria especulativo". 

Vanessa Cruz Andreia Jorge Luís / Última atualização às 01:25