Há milhares de portugueses que estão sem pensão e sem reforma e que descontaram uma vida inteira.

Muitos deles esperam há quase dois anos por uma resposta e tudo o que encontram na Segurança Social é um muro de silêncio.

A TVI encontrou pessoas desesperadas em vias de perder a casa, outras que estão a viver de empréstimos.

Há ainda quem sobreviva à custa da ajuda dos amigos, da família e dos vizinhos.

O Estado não é obrigado a pagar juros relativos ao atraso nos pagamentos e o que dá com uma mão tira com a outra: os pensionistas sobem de escalão de IRS quando recebem retroativos.