O homem que atropelou três pessoas em Reguengos de Monsaraz na passada sexta-feira fica em prisão preventiva, sabe a TVI. Os crimes em causa são de homicídio na forma tentada.

O suspeito está indiciado de dois crimes de tentativa de homicídio, revelou esta quinta-feira o advogado.

Em declarações à agência Lusa, o advogado do homem, Fábio Palhas, indicou que o seu cliente foi “indiciado de dois crimes de homicídio qualificado na forma tentada”, os quais estão relacionados com o “atropelamento de duas pessoas”.

O condutor do automóvel entregou-se ontem à Polícia Judiciária e foi ouvido esta quinta-feira por um juiz, no Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Évora.

Os desacatos, ocorridos na sexta-feira à noite junto da esplanada de um bar da cidade, provocaram três feridos, atropelados pelo condutor de um automóvel, que, posteriormente, abandonou a viatura, segundo fontes da GNR e dos bombeiros.

Em declarações à agência Lusa, o advogado Fábio Palhas adiantou que um outro homem envolvido nos desacatos também se apresentou voluntariamente na PJ de Évora, na quarta-feira, tendo ficado sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência (TIR).

Henrique Machado