Uma idosa de 80 anos morreu esta quarta-feira atropelada por uma automotora numa linha ferroviária perto da cidade de Beja, disse à agência Lusa fonte dos bombeiros.

A idosa terá sido atropelada pela última automotora que passou antes de ter sido dado, às 15:22, o alerta às autoridades para a existência de um cadáver na linha perto da cidade, disse o comandante dos Bombeiros Voluntários de Beja, Pedro Barahona.

O alerta para existência do cadáver numa zona a “cerca de 500 metros” da cidade, no troço Beja/Casa Branca da Linha do Alentejo, foi dado por elementos de uma das composições que fazem a manutenção da linha, explicou, referindo que “tudo indica” que a idosa terá sido atropelada “pelo último comboio que passou antes”.

O corpo foi encontrado com sinais de atropelamento frisou, referindo que, “provavelmente”, o motorista da automotora que atropelou a idosa não se apercebeu do sucedido.

Contactada pela Lusa, fonte da empresa Infraestruturas de Portugal disse que, após o alerta, a circulação na linha foi suspensa temporariamente entre Beja e Vila Nova da Baronia e que foi reaberta às 17:30.

Segundo Pedro Barahona, o corpo da idosa foi transportado pelos bombeiros para o Gabinete Médico-Legal de Beja, situado no hospital da cidade.

De acordo com o Comando Distrital de Operações de Socorro de Beja, foram mobilizados para o local nove operacionais, apoiados por quatro viaturas, dos bombeiros e da PSP de Beja e da Infraestruturas de Portugal.

Agência Lusa / NM