A TVI continua a reforçar a liderança no prime-time, ao registar 22,1% no Universo. No principal target comercial, Adultos – também em prime-time -, a estação lidera, com um share de 22,5%, de acordo com os dados da GfK relativos à audiência total do dia.

No final do primeiro trimestre - janeiro a março - a TVI lidera destacada o prime-time com 22.8% de share no Universo e de 23.2% em Adultos.

Março foi um mês marcado pela estreia do programa “Começar do Zero” que, à data, já alcançou uma audiência média de 1 milhão de 5 mil espetadores e um share de 21.8%. Ainda ao domingo à noite, “Gente Que Não Sabe Estar” de Ricardo Araújo Pereira, continua a reforçar a liderança durante o seu horário de exibição, alcançando uma audiência média de 1 milhão 283 mil espectadores e um share de 25,8%", lê-se em comunicado.

Na informação, também o “Jornal das 8” continua a liderar "com 951 mil espectadores e um share de 20,7%, contribuindo o jornalismo de investigação para estes resultados. “Ana Leal” atingiu uma audiência média de 1 milhão e 61 mil indivíduos, a que corresponde uma quota de mercado de 21.8%. Já “Alexandra Borges” obteve 1 milhão 150 mil espectadores e 24,0% de share e “O Deus e o Diabo”, apresentado por José Eduardo Moniz, conquistou 899 mil espectadores".

Há 14 anos que a ficção da TVI é a preferida dos Portugueses. Em março, “Valor da Vida”, foi a novela mais vista, com uma audiência média de 1 milhão 48 mil espectadores e um share de 23,5%. “A Teia” lidera no seu horário de exibição, com uma audiência média de 800 mil espectadores e um share de 24,1%.

No desporto, em março, a TVI trouxe às televisões portuguesas a transmissão exclusiva da “Liga dos Campeões”, que obteve um share líder de 42,8% com base numa audiência média de 2 milhões e 112 mil indivíduos. No target masculinos, o share subiu para 50,9%.

Destaque, ainda, para o regresso o programa “Conta-me Como És”, apresentado por Fátima Lopes, que liderou no seu horário com uma audiência média de 410 mil espetadores.